30 de janeiro de 2008

Dia de chuva é...


- Roupa pendurada por todo tipo de maçanetas da casa.
- Tênis atrás da geladeira
- Guarda-chuvas na porta de casa
- Barras de calças molhadas
- Trânsito caótico
- Ônibus atrasado
- Reais motivos pra tudo perder a hora

Mas como diz o "velho deitado", "Depois da tempestade vem a ambulância"

PS: Dias de chuva também nos dá a falsa impressão que somos bons humoristas

Nostalgia: Snoopy



PS: Pra quem tem tempo pra matar a saudade, de segunda a sexta às 14:30, Snoopy na Record

29 de janeiro de 2008

Querida Escritora

São raros os blogs que me agradam pelo fato de me desagradar.
Mas até um tapa na cara pode ser uma boa coisa, dependendo do assunto.
Sou muito agradecido pelos toques e tapas na cara que eu levei desse blog, refletir muita coisa que a gente faz de errado na vida sem muitas vezes se dar conta disso.

Parabéns Rosana, boa sorte na nova empreitada na Band :)

28 de janeiro de 2008

Lembra o quê?


Deixa o "Bispo" ler isso aí... hahahahaha

26 de janeiro de 2008

Apaga isso!


Não sou capaz de fazer uma grande lista de coisas que me irritam, mas uma não se deixa ser esquecida nesses momento: luzes azuis.
Antigamente as luzinhas de qualquer traquitana eletrônica era ou verdes ou vermelhos. Eu era feliz nessa época. Agora é moda luzes azuis em tudo: Toca-CD, monitores, celulares, o escambau a quatro. E meu celular é um dos azuis-malditos!
É incrível o que eu tenho que fazer para fugir das dita-cujas. É fita isolante em visor de rádio, é "decoração" de mesa na frente da luz do monitor... Já meu celualr carrega dentro da gaveta, pra não ter que ter esse desprazer dele me irritar se eu estiver por perto.

Por quê? Não sei, só sei que me irrita. Agora só torço que a proxima moda no design de eletrônicos não venha me irritar mais ainda...

15 de janeiro de 2008

BBB - Brasil Babando Barbaridades



Achei muito legal a idéia da Pati de dicutir esse assunto sem hiprocrisias e de opiniões absolutas tipo "eu odeio" ou "eu amo".
Esse ano ganhei acesso ao BBB pela internet e pela primeira vez tentei estou tentando entender o que atrai o pessoal nesse programa.

A primeira coisa que eu senti aquele formigamento cerebral bom. O mesmo que eu sinto quando vejo um Chaves na TV. TV desliga o cérebro. Internet liga. TV é passiva, Internet é ativa.
Ambas são boas em determinados horários.
E nada melhor do que desligar a TV depois de um dia turbulento.

Em segundo lugar, é sempre bom ver um programa desse estilo depois de um telejornal.
Raramente um telejornal traz uma boa notícia, e isso detona com nosso astral.
Esse show de amenidades pessoais, cada um com a sua vida, é um bálsamo pro mundo que se autodestrói o dia todo.

Terceiro, a falta de assuntos humanos.
Nas grandes cidades, raramente alguém conhece o seu vizinho. Famílias nunca se sentam juntas à mesa por razões de horário.
Não é bom poder ter um assunto humano pra poder comentar, fora as novelas, que são ficção?

E um quarto motivo pra mim é o inusitado intercâmbio de culturas que acontece dentro da casa. De repente, pessoas dos 4 cantos do país passam a viver dentro de uma única casa, dentro de uma mesma rotina. Pra mim é uma coisa muito boa de se observar e aprender.

Bom, vou continuar dando uma espiada...
Acho que ainda existem muitos segredos a se descobrir sobre o fenômeno Big Brother.

10 de janeiro de 2008

Dica Vitri-show


Já dei essa dica pelo Twitter, mas vale a pena colocar aqui também para ficar disponível para todos.

O arquivo de matérias do programa desde 2001 agora está totalmente disponível no site do programa. É um prato cheio pra quem gosta de comunicação e como eu não pretente alugar seus ouvindos pra enxurrada de pseudo-notícias sobre o BBB.

O site dmeorou um pouco pra sair pois o conteúdo antigamente era hospedado dentor do UOL, que patrocinou o programa por bastante tempo e fez dele o primeiro programa da TV brasiliera a ser transmitido ao vivo via Internet.

Se com tanto conteúdo você ficar perdido, aí vai uma dica: Confiram as matérias do programa de 8/5/2004, quando Marcelo Tas (grande Marcelo!) visitou Buenos Aires.
Pra quem gosta de comunicação, vale a matéria sobre o programa de Lalo Mir no rádio argentino. E pra quem gosta de futebol, vale a matéria da visita ao La Bombonera do Boca Juniors.

8 de janeiro de 2008

Wait a minute, Mr. Postman!


O carteiro não gosta de mim.
Nunca entrega as encomendas aqui, só deixa aviso de entrega e desaparece.
Nem bater palmas ele bate.

Eu não tenho cachorro, gato, papagaio ou qualquer bicho que posso irritar alguém. Eu nunca derrubei um carteiro da bicicleta. Eu nunca xinguei a fila do Correio. Eu nunca furei a fila. Eu nunca roubei senha. Eu nunca fiz postagem a cobrar. Nunca mandei carta social, a carta do pão-duro.

Por quê ele não gosta de me entregar correspondência?
Alguém sabe?

UPDATE 18:30h: Hoje não foi diferente, ele não me entregou a encomenda, mas entregou na mão da minha prima, que chegava em casa no momento. Mas eu não desisto, um dia receberei uma encomenda.

UPDATE 11/01: De novo carteiro fujão. Vontade de gritar "PAREM ESSA BICICLETA!"

UPDATE 12/01: Me mandam ir buscar lá na central. Mas a central tá fechada! PQP!

7 de janeiro de 2008

É calendário?

Pra você que acha que o ano só começa depois do carnaval, tente trabalhar numa papelaria...

5 de janeiro de 2008

Pautas que você vê na mídia todo fim de ano


- Preparativos para o natal.
- A correria dos shoppings.
- As lojas que ficam abertas até mais tarde.
- As pessoas que trabalham durante o natal e o reveillon.
- O aumento dos acidentes nesta época do ano.
- Videntes fazendo previsões para o ano novo.
- Simpatias que o povo segue para o novo ano.
- Como proteger seu animal de estimação dos fogos de artiício.
- O primeiro bebê a nascer em 1º de janeiro.
- Como se livrar da ressaca do dia 1º.
- Como gastar bem seu 13º.
- Os impostos que vem no começo do ano.
- Os milhares de cheques que são devolvidos em janeiro por data errada.
- O preço do material escolar e como comprá-lo no atacado.

Não era mais fácil fazerem várias matérias de uma vez e deixarem no arquivo? Assim reutilizava todo fim de ano.
Se ficariam velhas? Sei lá, todo ano tem especial do Roberto Carlos do mesmo jeito e ninguém acha isso um absurdo...

4 de janeiro de 2008

P* que o pariu Paulo Francis!




Não ia muito com a cara dele, mas que ele era uma figura, ah sim, não resta dúvida!

3 de janeiro de 2008

145 dias de uma ação idiota


Há 145 dias atrás a RCTV encerrou suas transmissões abertas na Venezuela.
Sim, estamos começando um novo ano, mas não podemos esquecer do que aconteceu e ainda não chegou a um fim justo.

Particularmente esse acontecimento me atingiu muito, e recentemente achei o site www.freerctv.com, que mantém essa campanha adiante em todo mundo.

Em pra quem não conhece, fica a música tema da RCTV nesse período de crise, desde a saída do ar e a volta dela, em sinal de satélite como RCTV Internacional, Un Corazón Que Grita: